16 de maio de 2009

As melhores escolas de SP e a opinião de Serra sobre as Faculdades de Pedagogia.

Olá galera!!!

Novamente, depois de algum tempo, volto com novidades… mas desta vez farei direfente... colocarei meu comentário no início, depois o motivo de minhas palavras ^_^

O resultado do Enem 2008 surpreende alguém??? Apenas 3 escolas públicas fazem parte de um ranking de 20 escolas, as outras 17? Preciso mesmo responder?

Às vezes reflito se as escolas públicas farão um dia parte das escolas de elite... ou melhor dizendo, se já estão havendo mudanças para que isto aconteça…

Me pergunto “por que existem pessoas que acham que são professores?” ou uma pergunta semelhante “por que existem pessoas que acham que são coordenadoras e diretoras de Instituições de Ensino?”… isso mesmo será que a situação das escolas públicas deixa de ser culpa exclusivamente do Governo? O que os profissionais da área estão fazendo para melhorar a rede de ensino???

clip_image001

Antes de ter conhecimento sobre Pedagogia e questões sobre Educação e Ensino, acreditava que por pior que fosse o humor de um professor, este profissional era o ser “mais perfeito” que existia. Detentor do saber, um ser que errava de vez em quando, mas mesmo quando errava, não deixava de acertar. Não existe perfeição no mundo, mas com vontade, esforço, luta e energia, será que podemos chegar perto desta perfeição??? Que tipo de ser humano pode permitir que uma criança chegue ao 5° Ano/4ª Série sem saber ler e nem escrever???

Todas, perguntas que ao meu olhar, não possuirão respostas e se tiverem um dia…. o ser humano não existirá.

Espero que, assim como eu, há milhares de pessoas determinadas a batalhar o máximo para fazer a diferença, pois uma vida sem esperança é uma vida sem sonhos e uma vida sem sonhos é uma vida sem amor pela própria vida.

Enquanto a opinião de Serra… ora concordo, ora me mantenho neutro. Se uma pessoa não tiver um conteúdo firme de teoria, não desempenhará um bom papel na rotina de sala de aula. Porém, nem sempre a teoria anda junto com a prática. Por exemplo, o que fazer com uma sala de 40 alunos onde 10 sabem ler e escrever perfeitamente e os outros 30 possuem diversas dificuldades de aprendizagem e mal sabem ler e escrever??? Nem sempre a ZDP é garantia de sucesso.

Agora sim ^^

No início de deste mês, me enviaram um e-mail com uma reportagem do caderno de educação da Folha de S. Paulo, mais precisamente do dia 29 de abril, quarta-feira, com as 20 melhores escolas classificadas pelo ENEM 2008 e achei interessante. Deem uma olhada…

As 20 melhores escolas de SP

Folha Online – Educação


O Ministério da Educação (MEC), em parceria com as secretarias estadual e municipal de educação de São Paulo, divulgou hoje o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), realizado no ano passado por alunos das escolas públicas e particulares de todo o Brasil. Na cidade de São Paulo, das 20 escolas que obtiveram o melhor resultado, uma é federal, duas são estaduais e as outras 17 restantes são particulares.
Em primeiro lugar no ranking aparece o Colégio Vértice, uma escola particular, localizada no bairro do Campo Belo, zona sul de São Paulo, que cobra R$ 1.700,00 de mensalidade no ensino médio, alcançou a melhor média no ENEM, 75,9 pontos, e atribui o bom desempenho dos alunos ao fato do colégio priorizar raciocínio e interpretação, ao invés de simples "decoreba".
No segundo lugar, outra escola particular, o Colégio Bandeirantes, que fica no bairro do Paraíso, também na zona sul, alcançou média de 75,8 pontos. Lá, os alunos do ensino médio possuem oito horas diárias de aula, iniciando às 7h e terminando às 15h, com uma hora de almoço. No período da manhã, são lecionadas as matérias comuns de qualquer colégio, física, matemática, português, química, história, geografia, biologia e educação física, que conta com aulas de natação, baseball e rugby e, no período da tarde, os alunos dedicam-se a aulas de inglês, espanhol, astronomia, botânica, fotografia, música e xadrez, sendo que essas também fazem parte do currículo obrigatório de aulas e cada aluno deve realizar pelo menos duas dessas atividades.
A lanterninha das escolas particulares foi a Escola do Futuro, na região do Butantã, zona oeste, com média 69,8. De acordo com a assessoria de imprensa da escola, o mau desempenho dos alunos deve-se ao fato de ser o primeiro ano que a instituição participa do ENEM e que poucos alunos realizaram a prova, que não é obrigatória.
Veja abaixo o ranking com as 20 melhores escolas no ENEM da cidade de São Paulo:


1° Colégio Vértice - Particular - Média ENEM: 75,9 pontos
2° Colégio Bandeirantes - Particular - Média ENEM: 75,8 pontos
3° Colégio Móbile - Particular - Média ENEM: 74,6 pontos
4° CEFET/SP (Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo) - Federal - Média ENEM: 73,3 pontos
5° Colégio Santa Cruz - modalidade ensino médio regular - mantido pelas Irmãs da Congregação da Santa Cruz - Particular/Católico -Média ENEM: 73,3 pontos
6° Colégio ETAPA - Particular - Média ENEM: 72,6 pontos
7° Colégio Agostiniano Mendel - Particular - Média ENEM: 72,5 pontos
8° Colégio Stockler - Particular - Média ENEM: 71,5 pontos
9° ETE/SP (Escola Técnica Estadual de São Paulo) - Estadual - Média ENEM: 71,3 pontos
10° Colégio Palmares - Particular - Média ENEM: 71,3 pontos
11° Colégio Humboldt - colégio voltado para a comunidade alemã em São Paulo/mantido pelo Governo da Alemanha - Particular - Média ENEM: 71,0 pontos
12° Colégio Santo Américo - mantido pelos monges húngaros da Ordem de São Bento do Mosteiro São Geraldo de São Paulo - Particular/Católico - Média ENEM: 70,7 pontos
13° Colégio Santa Maria - mantido pelas Irmãs da Congregação da Santa Cruz - Particular/Católico - Média ENEM: 70,4 pontos
14° Colégio Augusto Laranja - Particular - Média ENEM: 70,3 pontos
15° Colégio Albert Sabin - Particular - Média ENEM: 70,1 pontos
16° Colégio Marista Arquidiocesano - mantido pelos Padres Maristas da Arquidiocese de São Paulo - Particular/Católico - Média ENEM: 70,1 pontos
17° Colégio Santa Cruz - modalidade ensino médio de jovens e adultos - mantido pelas Irmãs da Congregação da Santa Cruz - Particular/Católico - Média ENEM: 70,1 pontos
18° Colégio Magno - Particular - Média ENEM: 70,0 pontos
19° Escola do Futuro - Particular - Média ENEM: 69,8 pontos
20° ETE/Getúlio Vargas (Escola Técnica Estadual Getúlio Vargas) - Estadual - Média ENEM: 69,7 pontos

E no dia 5 de maio, um novo e-mail bateu no vidro de meu computador, hehehe….

Serra atribui falhas no ensino a faculdades de pedagogia

CAROLINA FREITAS - Agência Estado
SÃO PAULO

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), atribuiu hoje uma cota de responsabilidade pelas falhas no ensino no Estado à "inadequação das faculdades de pedagogia", que, para ele, falham na formação de docentes. Ao anunciar a criação da Escola de Formação de Professores do Estado, Serra criticou o excesso de teoria no currículo do curso. "Onde menos se avançou (na rede pública) foi no aprendizado", disse o governador. "Nas teses de faculdades de pedagogia há pouca coisa útil para melhorar o ensino."

Serra chegou a sugerir um tema para trabalhos acadêmicos na área: "Por que ninguém sabe a tabuada no final da 4ª série?". O governador disse que a tese ajudaria também a averiguar o conhecimento dos professores sobre matemática. "Eu já peguei professor que não sabia a tabuada", disse. O governador recomendou ainda que as instituições privadas de ensino estimulem com bolsas de estudos os alunos que queiram pesquisar "sobre a sala de aula".

Ao discursar sobre a rede de escolas técnicas do Estado, o governador tucano voltou a mirar nas faculdades de pedagogia. "Ninguém vai ter ideia de fazer (uma tese sobre o ensino técnico) porque seria demasiado útil e banal." O secretário estadual de Educação, Paulo Renato Souza, disse esperar que a recém-criada Escola de Formação inspire mudanças nos cursos de pedagogia. "A escola vai influenciar as faculdades de educação", afirmou. "Os professores têm muita teoria e pouca prática."

clip_image002

Ensino técnico

Em meio a elogios a uma das principais bandeiras de seu governo, o ensino técnico profissionalizante, Serra parafraseou o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Na área de ensino técnico e tecnológico estamos fazendo a maior expansão da história de São Paulo. Se fosse o Maluf, diria assim: ''Fizemos mais Fatecs (Faculdades de Tecnologia) do que tudo o que foi feito desde o descobrimento até 2007", disse ele, para depois brincar com uma frase usual de Lula: "Nunca antes na história deste Estado se fez tanta escola".

O governador afirmou ainda que mudará o nome do Centro Paula Souza, que administra as Escolas Técnicas (Etecs) e Fatecs do Estado. Segundo Serra, o centro ganhará "um nome mais forte", SP Tec. "O pessoal pensa que Paula Souza é uma senhora benemérita, a Tia Paula, que recebe dinheiro de fundações suíças, dinamarquesas, alemãs para ensinar", disse. "Tem de ter um nome mais forte, que é SP Tec. Vai ser (esse o nome) daqui em diante." O centro recebeu esse nome em abril de 1971, em homenagem ao engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza (1893-1917), fundador da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Fico por aqui pessoal.

Abraços!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário